Comemorar em Janeiro

Informar datas comemorativas

Os infortúnios não se aproximam das pessoas sem temor...

Artigos Espíritas

Áudios em MP3

Textos em PDF

Curiosidades

Cursos

Diversão

Espiritismo

Geografia

Informática

Novidades

Religiosidade

Serviços

Localizar nesta página


Conectados


Estatística das
visitas ao site!







Ondas

Veja a previsão de ondas na sua praia.



Tempo Brasil

Conheça detalhes da previsão para o Brasil



Aeroportos

Informe-se sobre a visibilidade nos principais aeroportos do país





Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem Twitter do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Pirassununga - SP ,  Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019 - Bom dia! - 11:59


edumedeiros.com     Internet
   

A aceitação pelos outros membros da família - 09/11/2013 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem



Dia desses fui surpreendido com a postura de uma pessoa conhecida que num primeiro momento apresentava um quadro de carência por estar se sentindo excluída da própria família, entretanto com o desenrolar da conversa fui percebendo que havia algo mais, e então comecei falando que a pessoa tivesse calma, pois a impaciência só atrapalharia, porém a pessoa insistia em dizer que a sua família a julgava como se ela fosse a ovelha negra, ou ainda alguém que não merecesse crédito, principalmente por causa das escolhas feitas, então falei para ela que cada um colhe o que planta, e que a colheita é apenas resultado, porém deixei claro que a crítica em achar que a família estava sendo severa poderia ter sentido, entretanto somente seria válido exclusivamente pela própria condição de querer ser aceita pelos demais membros da família por causa das próprias escolhas, e pelo que a pessoa havia relatado passava a existir, segundo a visão da mesma, certo distanciamento, o qual poderia ser percebido exclusivamente por ela mesma.

Ratifiquei que independente de qualquer situação o recomendado era que a pessoa se sentisse feliz ao perdoar, ressaltando que a percepção de cada um está diretamente ligada à capacidade de amar, e às vezes determinada situação pode estar na nossa frente, e não nos damos conta que a mesma poderia ser revertida se praticássemos mais o amor ao perdoar, inclusive a nós mesmos, pois em certos casos nós é que somos os algozes, e inconscientemente costumamos transferir a culpa para os outros, principalmente no grupo que fazemos parte.

A pessoa continuou despejando seus sentimentos em forma de palavras bem articuladas, porém cada uma delas deixava transparecer a carência, mesmo que ficasse exposta uma postura filosófica interessante, entretanto percebia-se cada vez mais que a postura se baseava em autodefesa, e caso a pessoa aceitasse uma contribuição, deixei claro que se tornava primordial enfatizar que as mágoas e decepções ocorrem somente quando queremos que as pessoas sejam do jeito que a gente quer que elas sejam, ou ainda que aceitem a nós do jeito que somos, entretanto insisti para que a pessoa acreditasse que cada um é do jeito que é, e a pessoa que estava se sentindo excluída nada poderia fazer para mudar quem quer que seja, portanto costumeiramente recomenda-se que caso a gente queira que alguém mude, então devemos começar por nós, até porque são nossos atos que fomentarão novas posturas em relação a nós, e não há necessidade de agressões, pois palavras emocionam, enquanto que exemplos arrastam, portanto, perdoar e dizer que ama os membros da família é essencial para promover a paz, pois existe a probabilidade da recíproca ser verdadeira, principalmente quando reina o amor.

A pessoa reclamou com veemência que ninguém a escutava, então falei que estava ouvindo-a, e falei também que ela merecia ser feliz e amada, somente isso, e aproveitei o ensejo e deixei um recado interessante: filosoficamente a gente só enxerga nos outros aquilo que é latente em nós, por isso devamos preferir ver sempre o amor, por mais complicado que seja, e acima de tudo que perdoemos, pois a falta de perdão, a qual costuma levar ao ódio, equivale a pegar em uma brasa ardente e querer que queime a mão do outro, ou ainda tomar veneno e querer que o outro morra.

Fica a sugestão para que todos pratiquem o perdão no ambiente familiar, e entendam que viver em sociedade exige conjuntura política, porque a liberdade/direito de um acaba onde a do outro começa, pois, por exemplo, se a gente pensar que perdoar é um ato de Caridade, então para se ter um bom relacionamento familiar o perdão torna-se fator preponderante, pois assim os valores de família são ampliados ao se evitar farpas, porém para isso é necessário ter cumplicidade, a qual necessita do diálogo, como também evitar a imposição, caso contrário o relacionamento se complica.

Edu Medeiros - Um Amigo do Bem, 09/11/2013.



Você está aqui -> Inicial | Artigos | A aceitação pelos outros membros da família - 09/11/2013 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem









(Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos = Control (Ctrl) mais a tecla D)

Nome e versão do Navegador Internet: Desconhecido (other) 0


Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Orkut Facebook do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem Twitter do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF



Filme Causa e Efeito (Trailer Oficial)


Novo equipamento pode salvar vidas dos motoqueiros - Vídeos - UOL Carros


Gentileza gera gentileza, inclusive no trânsito!


www.edumedeiros.com
Copyright © 2000-2019
[Edu Medeiros - Um Amigo do Bem]



Sites parceiros

Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo - Copyright © 2009-2019
Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo
Copyright © 2009-2019










Página Inicial Voltar Topo da página Avançar Atualizar Facebook do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem Twitter do Edu Medeiros - Um Amigo do Bem YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF


A aceitação pelos outros membros da família - 09/11/2013 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem